PRÓXIMA MÚSICA
Title
Artist

TOCANDO AGORA


PRÓXIMA MÚSICA


PEDIDO MUSICAL

Médium foi indiciado por crime de violação sexual mediante fraude

A Polícia Civil de Goiás indiciou o médium João Teixeira de Faria, conhecido como João de Deus. De acordo com o delegado-geral da corporação, André Fernandes, o médium foi enquadrado no crime de violação sexual mediante fraude, cuja pena prevista varia de dois a seis anos de prisão. O inquérito concluído trata do caso envolvendo uma mulher de 39 anos, que teria se tornado vítima do médium no dia 24 de outubro deste ano, o caso mais recente relatado à polícia até agora.

O Ministério Público de Goiás já recebeu mais de 500 relatos sobre supostos abusos cometidos pelo médium, a maioria por e-mail. As denúncias estão sendo formalizadas por meio de depoimentos presenciais. João de Deus está preso desde domingo. Após ter habeas corpus negado pelo Tribunal de Justiça e pelo Superior Tribunal de Justiça, a defesa recorreu ao Supremo Tribunal Federal. O pedido será analisado pelo presidente da Corte, Dias Toffoli.